Uma carta de 1994

Abaixo, uma carta enviada por Charles Manson em 1994. Ele fala basicamente das condições do sistema penitenciário americano, afirma a sua inocência e procura acordar algumas pessoas sobre o que realmente está acontecendo.

manson_1994

“Eu tentei sem sorte falar com alguém no estado da Califórnia. De 1944, no Boys Home dos monges irlandeses, a 1967, eu era um garoto sem-teto olhando para os veteranos que se aposentaram da Primeira e Segunda Guerras Mundiais. Eu aposentei os empregados das cadeias de 1920, 1930, 1940 e 1950. Eu estive no corpo das vestes dos juízes. Quando fui para o tribunal, no estado da Califórnia, tentei explicar que a minha palavra era boa, e eu mantive a palavra do meu Deus, Pai, Família, Monge, Igreja e meu avô, a Primeira Guerra Mundial, e meu pai, a Segunda Guerra Mundial. Mas eles queriam comprar e vender o que o público queria. O tribunal de Nixon caiu sobre o meu tribunal.

Eu trabalhei nos caminhões de lixo em Fort MacArthur, em San Pedro na Califórnia, e na Guarda Costeira em Terminal Island, Califórnia.

Quando o seu Administrador do Programa me diz ‘não’, ele não está me fazendo nada. Se eu refletir ou tentar explicar, vocês pensam que sou eu pessoalmente, e não eu como uma pessoa, mas como um tribunal mundial. Eu fui um juiz no tribunal dos condenados desde a década de 1940. Chama-se Mac, nomeado devido ao Rito Escocês da Maçonaria e as altas ordens da Igreja em meu mundo, minha vida, meus direitos. Quando os homens do sistema estavam me educando, eu pensava que vocês, Administradores do Programa e guardas, eram meus pais. A minha família. O que eu sabia era o que vocês me ensinaram. Vocês em um pé, e os velhos condenados em outro. Agora que eu cresci, as pessoas não gostam de mim, justamente porque eu cresci e agora sou um homem. Vocês não me deixam ser um homem. Quando vocês dizem ‘não’ para mim, vocês estão dizendo ‘não’ para todos os homens que me educaram. Eu disse que eu não quebrei lei alguma. Essa é a sua lei, seus direitos. Direitos, honra, tribunais, dinheiro, o seu mundo, família, estado, país. Vocês me disseram antes de eu aposentá-los pela sexta vez que não saber a lei não era uma desculpa. Agora, depois de 45 anos, eu digo a vocês: cada mentira que me foi contada, e cada dia que eu fiquei preso, serão balanceados em meus fantasmas, sombras, vidas, mundos, minha CIA, meu governo, meu cemitério dos meus avôs, minha cruz, minha igreja.

Eu não gosto de contar o que está vindo porque vocês podem pensar que é o que eu estou projetando. Eu posso pensar que o sol nasceu, mas eu não estou queimando-o, e se eu digo que parece chover, eu não estou fazendo a chuva cair. Para as pessoas que estão me usando, e usando a minha vida, para guardar os seus medos e manter-me como sua realidade a fim de sentirem-se seguros, eu digo: nada nas leis de Deus passa despercebido.

Eu não tenho ninguém que compreenda ou que se interesse pelo que um homem branco tem que passar – os espancamentos, as drogas forçadas, a queima, as mentiras, e as pessoas roubando a minha música, minhas crianças, minha vida. Todas as pessoas que não querem ser brancas e vivem com medo das outras raças empurram o medo e o mau delas contra mim como se tudo estivesse bem, e elas não serão detidas ou julgadas pelo que elas têm feito. Elas não percebem que são elas. Elas são brancas, queiram elas ou não. Ninguém ajuda o homem branco. Eles podem ajudar a mulher branca, mas somente para usá-la para sexo.

Quando eu falo isso para as pessoas, vocês dizem que sou eu quem é preconceituoso, e que as coisas não são assim. Mas eu sou um reflexo. Fato é que não prejulgar é quase impossível, porque é natural ser por você antes, e cuidar do número um – a sua própria vida. E se isso não é o que você cuida, você então é uma presa e alimento para quem está lhe comendo.

25 anos deveriam mostrar-lhes quem ajudou a branca Família Manson. Ninguém, e as mulheres brancas com bebês metade negros têm nos matado com seus medos e julgamentos.

Leia isso bem e com a sua vida: as pessoas fingem e gastam anos se enganando, fingindo que elas se preocupam. É verdade que sem a graça de Deus não existe um pecado que o homem não cometeria. Todos os dias vocês me mantém trancado sem os meus direitos que eu deveria ter por estar vivo, e a minha vida sempre foi de vocês porque eu fui educado pelo governo americano. Eles ainda controlam as prisões e os jogos que eu joguei e eu defini. Não pense que eu ostente nem se gabe. Mas você percebe que essa palavra que eu coloquei no papel e essa vida que eu vivi estão agora para sempre. O que eu digo será mantido até onde tudo for. Tentei explicar ao tribunal. Tente entender isso: eu aposentei o diretor de Fort Leavenworth, no Kansas, Seção 8 Big Top USN, os recrutas da fraternidade dos Estados Unidos para a cruz, do basquete e das barras de levantamento de peso, e eu mandava no submundo. Antes de eu ser enviado para o corredor da morte, eu disse a todos vocês que eu não quebrei nenhuma lei. Eu havia acabado de sair da prisão em 1967. Ninguém vai ouvir e ninguém vai parar para tentar entender o que estou dizendo, e você não vai olhar para 1969, e ver que nos Estados Unidos eram 20 centavos para a gasolina e 20 centavos para um maço de Pall Malls. Eu disse: eu sou o seu dinheiro, o seu governo, a sua vontade. Eu segurei os Estados Unidos pelos meus pais da Primeira e Segunda Guerras Mundiais, e o estado da Califórnia tem 25 anos de destruição de: seu dinheiro, seus tribunais e seu dinheiro novamente.

Eu lhe digo novamente: eu saí da prisão em 1967 depois de ter aposentado vocês todos quatro vezes, e eu saí em 1967 e somente o pregador estava no estacionamento abaixo da torre. Os monges irlandeses do Boys Home me espancaram e me ensinaram a lutar, a jogar bola, me manter na verdade, e eu ainda estou na verdade com eles e a verdade se conhece. Olhe o que 25 anos de prisão lhes mostrou. Quanto mais vocês sabem agora? E depois olhem para esse Manson – ele tem 7 dias por semana, 24 horas por dia, por mais de 45 anos. Eu sou milhões de homens de idade. Eu não sou da escola, mas também não sou completamente idiota. 25 anos a cada vez que eu imagino uma idéia em que eu possa viver nela, e vocês gostam de roubá-la, de mentir para mim, me tirar dos meus próprios pensamentos, dar meus sapatos aos negros porque vocês temem os mexicanos, ou dar os meus óculos para os mexicanos porque vocês temem os negros. E vocês me fizeram ir e vir, dando as minhas mulheres, minhas crianças, meus direitos, a minha vida para os seus medos. E vocês me usaram e eu continuo chorando e gritando que são as suas vidas, o seu Deus, a sua cruz, o seu mundo, e vocês continuam se julgando em mim. Eu fui Nixon, Ford, Carter, Reagan, Bush.

Vocês pensam que porque eu sou um retardado mental que nunca foi à escola eu sou menos homem. Eu passei mais de 22 anos de aprendizagem das leis e da verdade pelos homens de honra na prisão, e os funcionários simplesmente não mentem – eles eram como pais para mim. Agora, há mais de 25 anos nas prisões do estado da Califórnia, não me foi dita a verdade nem sequer uma vez. Eu nunca fui tão desrespeitado antes em todos os lugares por onde eu passei. Eu falo em inglês, isso significa que eu não terei meus direitos. Se eu sou branco, eu sou usado pelos policiais brancos. Essa é a quarta vez que vocês, pessoas brancas, deixaram todos fora e nos mantiveram aqui para tentar começar de novo. Isso seria bom se vocês começassem de novo na verdade. Mas vocês fazem a mesma velha mentira, que é: quando vocês destroem a minha vida, as suas são destruídas também.

-C. Manson”

logo final

© 2009 ATWA Brasil

Anúncios

~ por Rotten Ideas em 28/08/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: