A crise (humana) dos anfíbios

sapo_atwa

Um terço de todas as espécies de anfíbios estão ameaçadas de extinção, quase metade das espécies estão em declínio, e eles são os mais ameaçados de todos os grupos de seres vertebrados. Se nada contra isso for feito, as perdas previstas constituirão a maior extinção em massa do planeta Terra desde o desaparecimento dos dinossauros. Mas antes de mais nada, o que são os anfíbios e porque é que nos preocupamos com o seu declínio?

Os anfíbios são um dos grupos menos conhecidos da natureza – uma questão que apresenta grandes desafios para o estabelecimento da ação de preservação que é tão urgentemente necessitada. Eles habitam o planeta há cerca de 360 milhões de anos, cerca de 100 milhões de anos antes dos primeiros mamíferos e 200 milhões de anos antes do primeiro pássaro.

Grandes Sobreviventes

Os anfíbios modernos incluem rãs, sapos, salamandras, cobras-cegas, entre outros. Segundo as estatísticas atuais, são mais de 6 mil espécies de anfíbios no planeta que foram cadastrados. Mais de 20% deles não se conhece bem o suficiente para ser atribuído qualquer estado de conservação, e estima-se que existam cerca de 10 mil espécies no total. Sumarizando, sabe-se muito pouco sobre esses animais.

Os anfíbios são encontrados em todos os continentes exceto a Antártida – do Círculo Ártico aos desertos tropicais. De todos os vertebrados, os anfíbios têm um estilo de vida dos mais particulares. Várias espécies são capazes de sobreviver congelamento parcial, mais de 10 anos sem alimento, longos períodos de seca e temperaturas de até 40ºC. Eles estão entre os grandes sobreviventes do planeta, resistindo até mesmo à extinção em massa que dizimou os dinossauros e cadeias inteiras de mamíferos e aves. Considerando isso, a sua crise de extinção atual se torna ainda mais preocupante.

Embora não pareçam ter um impacto sobre o cotidiano de muitas culturas, os anfíbios oferecem inúmeros serviços essenciais para a vida humana. Eles consomem enormes quantidades de invertebrados, incluindo as pestes mais ameaçadoras à humanidade. O seu papel fundamental no ecossistema mundial, tanto como predador e presa, mantém os ambientes em funcionamento saudável.

As secreções da pele dos anfíbios, que os protegem contra a predação e muitas infecções, contam com compostos farmacêuticos importantes que mostram potencial para tratar uma variedade de doenças modernas como o HIV e o câncer. O caso mais famoso é o do veneno do Epipedobates tricolor. Secreções da pele dessa rã contêm o composto epibatidine, que é um analgésico 200 vezes mais eficaz que a morfina. Enfim, os anfíbios são repositórios de produtos químicos com o potencial para salvar vidas, e são organismos chave na investigação científica.

Testemunhando a queda vertiginosa dos anfíbios é decepcionante. Por que agora, depois de centenas de milhões de anos de sobrevivência, eles estão inclinados para a extinção? Como sempre, as razões são diversas e complexas. A destruição do habitat, alterações climáticas, contaminantes ambientais e a superexploração representam fatores-chave.

A luta para salvar os anfíbios se encontra em meio aos debates sobre alterações climáticas, guerras, a superpopulação e inúmeras outras catástrofes globais, tornando sua situação (assim como muitos outros aspectos da biodiversidade) ignorada na agenda de prioridades a nível mundial; eles estão desaparecendo em silêncio.

O futuro

Apesar de seu passado glorioso, estudos apontam que os anfíbios simplesmente não conseguem resistir ao ataque atual causado pela interação humana no meio-ambiente. Significativamente, os mesmos fatores que ameaçam os anfíbios também colocam em perigo toda a vida na Terra, incluindo os seres humanos. Se não podemos corrigir a crise da extinção dos anfíbios, então o que isso significa para o futuro da humanidade?

Salvar o mundo dos anfíbios é uma parte crucial do enigma para garantir a nossa própria existência. Caberá saber se o ser humano agirá antes que seja tarde demais para todos nós.

Para ler a matéria original, clique aqui

logo final

© 2009 ATWA Brasil

Anúncios

~ por ATWA Brasil em 13/10/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: