Charles Manson e o nascimento de ATWA

atwa_arvores

Perguntei ao Charles Manson quando ele havia se tornado consciente sobre o ar, as árvores, a água e os animais – ATWA.

Essa resposta é parafraseada de uma narrativa que Manson ofereceu durante uma visita em outubro de 2008. Outras partes foram extraídas de algumas de suas cartas ao longo do tempo.

Há muito tempo atrás, Manson foi preso e colocado em isolamento em uma cela solitária, também conhecida como “the hole”, ou “o buraco”, por mais de cinco anos. A mesma cela escura, todas as horas do dia, todos os dias, por cinco anos.

“Tudo o que eu podia ver através da minha pequena janela era uma única árvore. Eu olhei para essa uma árvore por quase cinco anos. Primavera, verão, outono, inverno. Você pode vir a conhecer uma árvore muito bem, se você olhar para ela por cinco anos”.

arvores1

“A maioria das pessoas, quando elas pensam em uma árvore, pensam apenas em papel e móveis. Apenas madeira. Elas não pensam nessa árvore como um ser vivo, como uma alma, o mesmo que você e eu”.

Manson conviveu com essa única árvore durante cinco anos. No outono, suas folhas mudavam de cor. No inverno, as folhas caíam, deixando galhos nus. No entanto, ela ainda estava viva. No início da primavera, cresciam alguns brotos. Os brotos se transformavam em folhas inteiras. As folhas voltavam-se para o sol. Era a perfeição da vida. As folhas caíam quando não havia água suficiente, e elas bebiam da chuva quando chovia. A árvore foi a casa de muitos pássaros, animais e insetos. Todo esse tempo, nessa cela solitária, Manson observava as mudanças da árvore.

arvores4

Perguntei a ele se aquela árvore, em algum momento, começou a “falar” com ele – não como uma piada, mas da forma como os xamãs dizem poder ouvir as vozes de árvores, animais e espíritos.

“A árvore realmente não falava comigo, pelo menos não como as pessoas falam. Mas sim, aquela árvore me contou algo. Ela disse que queria viver”.

arvores5

Sentado em sua cela, Manson tornou-se ciente de que a árvore não estava apenas “sentada” ali – era criava oxigênio, vivia e gerava vida. Ela produzia o ar que nós respiramos. Não era só madeira. A árvore também foi um habitat, um lar para muitos animais. Ela tinha uma consciência, uma espiritualidade. Ela era mesmo um ser, o mesmo que os animais e as pessoas são. Uma idéia tão simples assim, tão pura, mas que na prática poucos hoje respeitam.

Manson conviveu diretamente com algo que é, de fato, muito simples: sem as árvores, não há ar. Sem o ar, não há vida. Sem o ar, não podemos existir. O ciclo da vida.

“E é quando a minha mente mudou, e é quando ATWA nasceu”.

logo final

© 2009 ATWA Brasil

Anúncios

~ por ATWA Brasil em 23/10/2009.

Uma resposta to “Charles Manson e o nascimento de ATWA”

  1. Hey there.
    I am trying to learn Spanish (mexican). This way I will be able to communicate out in Corcoran.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: